A assembleia geral extraordinária da Federação dos Distribuidores Farmacêuticos (FEDIFAR) elegeu Matilde Sánchez Reyes como a nova presidente da associação patronal que representa todas as empresas de distribuição farmacêutica de gama completa que operam em Espanha . Sánchez, único candidato à presidência, recebeu o apoio majoritário dos representantes das associações que integram a federação e, assim, substitui Eladio González Miñor, que dirigia a instituição há seis anos.

A nova presidente da FEDIFAR agradeceu a confiança nela depositada pelos associados patronais para representar o setor nos próximos três anos. “Hoje é um dia muito especial para mim. Ser eleito presidente da FEDIFAR é uma grande honra e ao mesmo tempo uma enorme responsabilidade a que espero corresponder, representando e defendendo, com rigor e firmeza, os interesses de todas as empresas de distribuição farmacêutica completa, e trabalhando na sua consolidação e o avanço do grande trabalho realizado nos últimos anos por esta instituição ”, especificou durante a inauguração.

A esse respeito, Sánchez destacou que os atacadistas farmacêuticos completos são uma parte essencial da cadeia de medicamentos e, portanto, , portanto, do Sistema Único de Saúde (SNS), ao garantir aos cidadãos o acesso aos medicamentos e produtos de saúde de que necessitam em condições de equidade, qualidade e segurança. Papel que, segundo ele, “é importante que as autoridades sanitárias conheçam e tenham em consideração”, pelo que demonstrou o seu empenho em “manter e reforçar canais de comunicação abertos com elas, bem como com os restantes agentes do o setor farmacêutico., a fim de aproveitar todo o potencial que o setor oferece ao sistema. ”

Reconhecimento

Da mesma forma, Sánchez manifestou seu apreço pelo trabalho realizado por seu antecessor no cargo. “Quero agradecer a Eladio o magnífico trabalho que desenvolveu nestes seis anos à frente da FEDIFAR, um período complicado em que a associação patronal desempenhou o papel de interlocutor e representante de todo o sector, a que corresponde, e conseguiu visualizar e reconhecer com sucesso o grande trabalho realizado pelos atacadistas farmacêuticos no SNS ”, frisou.

Por sua vez, o ex-presidente da FEDIFAR fez um balanço positivo de seu período à frente da associação patronal : “Foram seis anos muito intensos, principalmente o último, tristemente marcado pela pandemia, em que se trabalhou para potencializar o trabalho de distribuição farmacêutica”. González Miñor, que desejou que a nova presidente cumprisse com todos os objetivos que propõe, “já que seus sucessos serão os de todos nós que fazemos parte deste setor”, agradeceu a todos o apoio que durante sua gestão recebeu. os associados do empregador. “Nestes seis anos tenho sentido o apoio de todos os membros do Conselho de Administração, o que, sem dúvida, tem facilitado muito o meu trabalho à frente da presidência e tem permitido ao setor oferecer uma imagem de unidade e coesão ", concluiu.

Trajetória do novo presidente

Sanchez, a primeira mulher a cargo da associação patronal desde a sua criação há mais de quatro décadas, é licenciada em Farmácia pela Universidade de Sevilha, um doutorado da mesma universidade e mestre em administração de empresas (MBA) pelo Instituto de Empresa. É proprietária de uma farmácia em Sevilha desde 1998, vice-secretária do conselho de administração da Bidafarma e secretária do conselho de administração do Grupo Bidafarma, bem como secretária da Sociedade Europeia de Cooperativas Farmacêuticas (SECOF) e da Acofarma e diretor da Unycop e Cedifa.