O Ministério da Saúde relembra as recomendações sanitárias contra temperaturas extremas em face da próxima onda de calor. A Agência Estadual alertou para o aumento progressivo das temperaturas máximas e mínimas, dando origem à referida onda de calor que se espera durar até domingo . A saúde enfatiza que o calor está relacionado ao agravamento de doenças anteriores e de certas patologias. Entre eles estão exaustão ou insolação e insolação.

O Ministério enfatiza que é importante conhecer os sintomas desses problemas para agir de forma rápida e eficaz e minimizar os riscos à saúde. Os sintomas que indicam exaustão por calor variam de dor de cabeça, náusea, tontura, vômito, cansaço, sudorese, pele fria, pálida ou úmida, pulso rápido e fraco e febre inferior a 40 ° C. Antes deles você deve tomar um gole de água, ficar em local fresco, afrouxar as roupas e aplicar panos úmidos ou chuveiros / banhos com água fria. Da mesma forma, deve-se procurar atendimento médico imediato se sofrer de doenças crônicas, tiver vômitos ou se os sintomas piorarem ou durarem mais de uma hora.

Por outro lado, quando os sintomas indicam que você pode sofrer insolação ou insolação, como pele quente e avermelhada, respiração e pulso rápidos e fortes, febre acima de 40 ° C, convulsões, alucinações, irritabilidade ou mudanças comportamentais e nível alterado de consciência ou desmaios, é aconselhável contactar imediatamente o 112 e enquanto chegar ajuda, manter a pessoa em local fresco, ajudando a baixar a temperatura com panos frios ou num banho / duche de água fria, sem providenciar nada para beber.