Estamos no meio do verão e, conseqüentemente, nossas casas atingem altas temperaturas. O calor interno é ainda maior e a presença de COVID torna mais ventilação ainda mais necessária. O Dr. Roberto Alonso González Lezcano, professor de Construções Arquitetônicas da Universidade CEU San Pablo, destaca que “uma casa bem ventilada é benéfica para a saúde, sendo capaz de melhorar o estado mental e o sistema cardiovascular, e ajudando a prevenir o aparecimento e propagação de doenças. ”

“ A circulação do ar permite que seja oxigenado e facilita a expulsão de partículas de poeira e ácaros; regula a umidade do ambiente; e elimina odores ruins. Além disso, os raios ultravioleta podem atuar contra alguns microrganismos, por isso também é benéfico para a luz do sol atingir o maior espaço possível na casa ”, explica González Lezcano. No entanto, ele aponta: “a qualidade do ar interior pode continuar a ser inadequada se forem criadas zonas de estagnação; por isso, a melhor forma de fazer a ventilação é de forma transversal, abrindo janelas opostas da casa para que o ar possa fluir e ser renovado mais facilmente. ”