Sabemos que temos que usar protetor solar para nos proteger dos raios ultravioleta e evitar algumas doenças de pele. No entanto, existe outro agente de luz que pode estar danificando-o sem que percebamos. Trata-se de luz azul ou luz visível de alta energia, emitida por telas de telefones celulares, televisores, computadores e lâmpadas fluorescentes.

Explicaremos mais sobre isso abaixo e daremos dicas simples e práticas para diminuir o dano emitido por esta luz. Sua pele se beneficiará mais.

Como isso afeta sua pele?

Esta luz azul tem um comprimento de onda maior do que os raios UV, isso significa que penetre mais profundamente em cada poro da pele, formando uma grande quantidade de radicais livres.

Por sua vez, esses radicais atacam o colágeno e a elastina, causando a perda de elasticidade e firmeza, que levam a olho nu ao aparecimento de rugas , linhas finas e manchas.

Combata os danos em um instante

 Garota sentada na frente de seu laptop

Faça uma desintoxicação digital

Tente gastar tão pouco tempo na frente das telas quanto possível. Tente fazer outros tipos de atividades não relacionadas à tecnologia, como caminhar, fazer exercícios, ler ou até mesmo tricotar.

Use protetor solar 24 horas por dia, 7 dias por semana

Mesmo que não Para sair na rua, é necessário usar protetor solar. Este produto deve ser parte fundamental da sua rotina de beleza. Se você deseja que isso tenha melhores resultados em sua pele, lembre-se de ir a um dermatologista para prescrever uma opção adequada.

Faça dos filtros sua melhor empresa

Se por uma razão ou outra você, é impossível reduzir o uso de telas, então tente investir em um filtro ou protetor de tela, pois estes são especialmente projetados para bloquear a luz azul.