Desde o início da crise sanitária provocada pela COVID-19, em março de 2020, a Farmacia I + não deixou de funcionar para abastecer as suas farmácias e, portanto, os cidadãos, com os produtos necessários ao enfrentamento da doença.

Caso, e à semelhança do que fazia há meses, fornecendo um número significativo de máscaras às farmácias membros do Grupo, a Farmacia I + colocou à disposição dos seus clientes um total de 500.000 testes de antigénios. “É um momento difícil. Todos queremos ter um pouco de tranquilidade para poder encontrar-nos com as nossas famílias, por isso não poupámos esforços para que as nossas farmácias pudessem abastecer os seus clientes ”, indica Joaquín Campos, CEO da Farmacia I +.

“Estamos muito felizes com o trabalho que realizamos até agora. Ainda há dias de Festas e, até ao Réveillon, as nossas farmácias terão também um número significativo de exames para que os clientes possam tirar as dúvidas e não correr riscos. Qualquer proteção é pequena no momento. " Na Farmacia I + tentámos assegurar que esta carência não se prolongasse no tempo e que os clientes pudessem finalmente obter estes testes antigénicos. A esta oferta de testes junta-se obviamente aquela que corresponde às máscaras de adultos e crianças; géis hidroalcoólicos, etc.

“Sentimos que os testes seriam muito procurados neste momento”, explica Joaquín. Por isso, “temos trabalhado com visão suficiente para abastecer nossas farmácias. Retomamos as nossas máquinas e concentramos os nossos esforços naquelas que sabíamos que para as farmácias e para os cidadãos seria importante neste momento ”, indica o CEO da Farmacia I +.