Os doentes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica apresentam frequentemente alterações de peso, geralmente acompanhadas por diminuição da massa muscular e aumento da massa gorda. Para eles, aprender a comer torna-se uma questão vital, devido à sua alta dependência de oxigênio e ao gasto com o ato de comer e a digestão.

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é uma doença evitável e tratável caracterizado por um limitação do fluxo de ar. Tem uma evolução progressiva e se deve a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões a partículas ou gases nocivos, causada principalmente pelo tabagismo. também produz consequências sistêmicas, como alterações no metabolismo ósseo. À medida que a doença progride, há uma deterioração progressiva do estado nutricional e da qualidade de vida, além de uma alteração na resposta imune que os predispõe a doenças como a pneumonia.

flutuações de peso

Mudanças de peso são muito comuns nesses pacientes. Isso acontece porque ao consumir mais oxigênio e exigir mais trabalho respiratório, o corpo precisa de mais energia, o que, acompanhado de perda de apetite, cansaço e tosse frequente, tornam difícil para os pacientes atender às necessidades de nutrientes e energia de que o corpo precisa. Essas necessidades energéticas aumentam na hora das refeições, já que o próprio ato de comer e a digestão exigem o consumo de mais oxigênio. Portanto, se você tem DPOC, tente incorporar as seguintes diretrizes em sua vida:

  1. Descanse antes de comer.
  2. Fazer comidas light, pouco abundantes e distribuí-los entre quatro e seis doses por dia. Evite comer demais.
  3. No caso de usar oxigênio, deve ser usado durante e após as refeições. O ato de comer e a digestão requerem energia, o que aumenta a necessidade de oxigênio.
  4. Escolha os alimentos que são fácil de preparar.
  5. Coma devagarsentar e mastigar bem os alimentos.
  6. Se você sentir falta de ar ao comer, é melhor comer uma dieta macia, fácil de mastigar e com textura macia.
  7. Evite alimentos que produzem gases como leguminosas (lentilhas, feijões, grão-de-bico), repolhos (brócolis, couve-flor, repolho), tubérculos, vegetais folhosos crus (acelga, espinafre, alface, etc.) e refrigerantes.
  8. evite frito e optar por cozinhar alimentos cozidos no vapor, cozidos ou grelhados.
  9. Evite carnes curadascomo chouriço, chouriço e outros enchidos, pois podem aumentar a inflamação dos tecidos, o que afeta a função pulmonar.
  10. C.comer proteína saudável como leite e queijo com baixo teor de gordura, ovos, carne, peixe e nozes.
  11. Consuma gorduras saudáveis como o azeite extra virgem.
  12. Por prevenir a constipação Deve seguir uma alimentação rica em fruta (3-4 porções por dia), legumes e peixe (2-3 porções por semana, das quais 2 são preferencialmente peixes gordos). Também é bom aumentar o consumo de grãos integrais.
  13. beber grande quantidade de líquidos para manter as vias aéreas desobstruídas ou com muco mais fino. É melhor fazê-lo antes das refeições ou no final delas.
  14. Reduza o açúcar refinado de bolos, biscoitos e refrigerantes.
  15. Limite a ingestão de saljá que o excesso de sódio pode fazer com que você retenha líquidos que podem dificultar a respiração.
  16. Limite o consumo de bebidas com cafeínapois podem interferir com alguns dos medicamentos e ser excitantes.

Pertenço à primeira turma de Jornalismo que saiu do “forno” de Sevilha (em todos os sentidos), em 1994. A falta de experiência de uma escola que se iniciava levou-me a ter… Leia mais de Paula Rivero